BLOG

  • Leticia

Entendendo Medicina de Precisão em Oncologia

Antes de abordar o tema Medicina de Precisão em Oncologia, quero falar com você sobre o tratamento

do câncer. Atualmente, um paciente que precisar de tratamento oncológico deverá receber uma combinação de tratamentos, incluindo cirurgia, quimioterapia, radioterapia e imunoterapia.


A escolha do tratamento a ser realizado geralmente depende:

  • do tipo de câncer,

  • do tamanho do tumor

  • se ele se espalhou pelo corpo (o que referimos como metástases).


Nos pacientes com metástases, a cirurgia por se só não é capaz de curar e a quimioterapia após a cirurgia (quimioterapia adjuvante) representa uma estratégia chave do tratamento.


O câncer é uma doença do genoma


Após décadas de pesquisa, os cientistas compreendem que os tumores dos pacientes têm alterações genéticas que causam seu crescimento e sua disseminação pelo corpo. Estes estudos revelam que o desenvolvimento dessa doença envolve uma série de mudanças dinâmicas no genoma. Estas mudanças

têm como base mutações de ganho de funções, amplificação e superexpressão dos denominados oncogenes, juntamente a mutações com perda de função, deleção e silenciamento epigenético de genes supressores

de tumor. Em termos modernos, o câncer passou a ser considerado uma “doença do genoma”.


Alterações Genômicas em tumores sólidos de pacientes adultos.

Zahraa e cols. Reported spectrum of significantly mutated driver genes in pediatric and adult cancers. Am J Cancer Res. 2018; 8(8): 1356–1386. (Adaptado)


Medicina de Precisão em oncologia


Aprendemos que as mudanças que ocorrem no câncer de uma pessoa podem não ocorrer em outra pessoa, mesmo sendo o mesmo tipo de câncer. Esse conhecimento abriu uma nova era para a oncologia – A medicina de precisão ou Medicina Personalizada.

Esta é uma estratégia de cuidado do paciente centrada na capacidade de identificar mudanças genéticas tanto das células tumorais (mutações somáticas) quanto das células normais, naqueles casos com suspeita de síndromes de predisposição hereditária ao câncer (mutações germinativas). Na Medicina de Precisão em oncologia, com base na compreensão genética de sua doença, os médicos selecionam tratamentos com maior probabilidade de ajudar os seus pacientes.


Alterações genéticas no câncer são identificadas


Entendendo a biologia molecular do câncer e usando tecnologias de análise dos genes dos pacientes, tais como: PCR (reação de polimerase em cadeia), sequenciamento, sequenciamento genético de nova geração (NGS), PCR digital, entre outras; podemos identificar e mapear os genes.

Com isso, poderemos realizar a avaliação de pacientes de risco, detectar tumores de maneira não invasiva, realizar o diagnóstico molecular do câncer e terapia personalizada, direcionando os agentes quimioterápicos para alvos específicos das células cancerosas.


Com a medicina de precisão, a informação sobre as alterações genéticas presentes no tumor pode ajudar a decidir quais pacientes são mais propensos a responder a terapias específicas contra o câncer.





Referências


Le Tourneau, Kamal & Bièche. Precision medicine in oncology: what is it exactly and where are we?


Personalized Medicine. (2018), 15 (5). https://doi.org/10.2217/pme-2018-0036


Precision Medicine in Cancer Treatment. https://www.cancer.gov/about-cancer/treatment/types/precision-medicine


Personalized cancer therapy. https://pct.mdanderson.org/

Zahraa e cols. Reported spectrum of significantly mutated driver genes in pediatric and adult cancers. Am J Cancer Res. 2018; 8(8): 1356–1386.


Pinho, João Renato Rebello. (2017). Medicina de Precisão. Einstein (São Paulo), 15(1), VII-X. https://dx.doi.org/10.1590/s1679-45082017ed4016


Horário de Funcionamento:

Segunda a sexta, das 08h às 18h

  • Facebook Oncotag
  • Instagram Oncotag
  • LinkedIn Oncotag
Ícone voltar ao topo

© 2019 todos direitos reservados à Oncotag.

Desenvolvido por Bonita Comunicação Digital.

WhatsApp Oncotag